Blockorion

Candidato a presidente do FC Barcelona pretende fazer acordo com nova Exchange de Hong Kong

Um dos principais candidatos à presidência do FC Barcelona, um dos clubes de futebol mais famosos do mundo, afirmou estar negociando com uma suposta Exchange de Hong Kong para se tornar a principal patrocinadora de camisetas do clube. 

De acordo com informações, o negócio está sendo combinado por nada mais, nada menos que US$71,7 milhões por ano.

A afirmação é do advogado Toni Freixa. O mesmo enfrentará Joan Laporta e Victor Font na eleição deste domingo, 7 de março. Os torcedores do clube votam na presidência em eleições geralmente realizadas a cada cinco anos.

Qual será a Exchange?

A La Vanguardia disse que a Exchange que entrará em cena é a DSDAQ, e citou um representante europeu da empresa que ele está de fato em negociações com a equipe. 

O acordo deve ser aplicado apenas às camisas usadas em partidas fora do Camp Nou. Porém, adicionar a DSDAQ, pode não ser algo positivo para muitos fãs. Isso porque o Barcelona usava camisetas sem logotipo de patrocinador até 2006, fato de que muitos fãs do clube se orgulhavam.

 

Frexia não mencionou o nome da empresa, mas afirmou que as conversas  estão “muito avançadas” com o que chamou de “fundo de investimento com sede em Hong Kong e com presença no Vale do Silício”.

Sobre a Exchange

A DSDAQ, lançada em dezembro de 2019, já recebeu cerca de US$1,5 milhão em fundos de investimento da DraperDragon Innovation Fund III, bem como da Effotronics Asia.

De acordo com o site da DSDAQ, seus fundadores são “Bart”, “Matt” e “Edison”, que contam com experiência em Wall Street, fintech e blockchain. Vale ressaltar que, atualmente, apenas a CoiMarketCap lista a DSDAQ. Além disso, a Cardano é a criptomoeda mais comercializada dessa Exchange.

Será que Freixa irá vencer?

Freixa ficou atrás nas pesquisas – em parte devido à associação com a presidência de Josep Maria Bartomeu. Este último renunciou em outubro do ano passado, após deixar o clube em crise financeira. 

Os problemas financeiros continuam a prejudicar o Barcelona. Esta semana mais contratempos aconteceram, com quatro prisões e uma batida policial na sede do clube.

Mas Freixa está esperançoso de fazer uma reviravolta dramática no último suspiro e afirma que, se eleito, seu acordo de patrocínio começaria na temporada 2022-2023, promovendo um bom impulso para o clube. 

O acordo, que Freixa disse estar em “estágios avançados”, visa exibir o nome e o logotipo da Exchange na frente da camisa do Barcelona. Segundo o candidato isso representaria um alcance notável para a empresa.

Freixa falou sobre seus planos de reestruturar as finanças do clube nos últimos dias. O mesmo deu a entender que seu suposto acordo com a DSDAQ faz parte fundamental disso.

Por fim, ele ainda afirmou, em uma entrevista ao programa de rádio El Larguero, que gastaria dinheiro para trazer novos jogadores em “posições defensivas e de ataque”.